DÉBORA DENADAI EM PROSA E VERSO

FAZER POESIA É LAVAR A ALMA FAZENDO SANGRIA...

Textos


MAR ABERTO

Não é preciso muito,
eu só te peço um favor:
deixe-me aqui no meu cantinho,
não me cale, não abale,
meu silêncio ensurdecedor,
eu juro: é só um pouquinho.
Sei que é tudo complicado,
que uma coisa é a outra ao contrário,
não ajeita nem com dicionário,
um vai e vem enrolado ,
cada pensamento, um míssil ;
a palavra embola, enrola,
vai ficando dura, difícil...
Não tem jeito, não tem graça:
ou vou no peito ou vou na raça.
Então deixa assim quieto:
mexe não que eu me acerto,
parece que eu tô afundando,
mas só tô é mesmo treinando
pra remar em mar aberto...


http://www.deboradenadai.prosaeverso.net

Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 02/10/2015
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras